Sulpetro - Home

Notícias

Vende-se de tudo. Até combustíveis
19-03-2014

Empresários do ramo diversificam serviços e atrativos para conquistar o consumidor. Além de abastecer, hoje já é possível comprar de tudo em postos de combustíveis

* Lúcia Monteiro

Abastecer o carro é apenas mais uma coisa que se pode fazer num posto de combustível hoje. Em alguns destes estabelecimentos, o cliente pode comprar pães para o café da manhã, a carne para o almoço, medicamentos e até financiar um imóvel. Também em muitos deles o frentista já calibra os pneus ao mesmo tempo em que o carro é abastecido e outros presenteiam seus clientes com alinhamento para o carro e diferentes mimos. Em alguns, o motorista pode escolher se quer ser atendido por um homem ou uma mulher.

Os empresários do ramo alegam que, com margens de lucro cada vez mais apertadas na venda de combustíveis, diante da acirrada concorrência, o caminho é inovar para levar mais pessoas para o posto. Segundo eles, esta realidade vai além do serviços oferecidos pelas lojas de conveniências, que chegaram no início da década de 90 em Goiânia.

No Ouro Negro Auto Posto, o motorista tem os pneus calibrados pelo frentista enquanto abastece o carro, sem precisar sair dele. No local, o cliente ainda encontra um mix de serviços que inclui drogaria, butique de carnes especiais e panificadora na loja de conveniência.

“Nosso objetivo é que o cliente consiga fazer quase tudo no posto”, justifica o proprietário Ricardo Puty e Costa. Segundo ele, o local ainda conta com uma oficina, na qual é possível fazer outros serviços, além da troca de óleo, como alinhar a direção, balancear e fazer a cambagem das rodas. Aliás, a cada R$ 50 abastecidos, o cliente ganha o alinhamento e um check-out no carro. “Já temos clientes que aproveitam para fazer tudo aqui e ganhar tempo”, conta.

ATENDIMENTO

Para estes postos, o melhor caminho para fidelizar o cliente e aumentar os ganhos é investir no bom atendimento. Há três anos, no Posto Petrobessa, o cliente pode escolher se quer ser atendido por um homem ou uma mulher. O estabelecimento conta com cinco frentistas do sexo feminino. A secretária do posto Taís Aparecida Saraiva Lemes justifica que as mulheres costumam ser mais delicadas no atendimento ao público, o que conquista muita gente. Ela garante que o movimento melhorou depois dessa diversificação.

No Posto Xodó da Avenida T-63, no Setor Pedro Ludovico, o cliente encontra uma panificadora para comprar pães e até almoçar, uma loja da rede Subway para tomar um lanche e até uma imobiliária e correspondente da Caixa Econômica Federal para financiar um imóvel. “Tínhamos um bom espaço ocioso e resolvemos aproveitar para investir em mais serviços para nossos clientes”, explica o gerente do estabelecimento, Edson Oliveira.

Segundo ele, a estratégia deu certo porque os serviços ajudaram a aumentar o fluxo dentro do posto. “Com o dia a dia cada vez mais corrido, as pessoas querem ganhar tempo”, acredita. Num posto na Avenida Rio Verde, próximo ao Buriti Shopping, o cliente que abastece o carro ganha pontos que depois podem ser trocados por vários brindes.

TENDÊNCIA

Para o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sindiposto), Leandro Lisboa, a agregação de serviços e a realização de promoções são tendências do setor, que não quer mais ficar só na dependência da venda de combustível, pois as margens são pequenas. Segundo ele, muitos postos dispõem de salas vip para os clientes que fazem a troca de óleo. “Hoje, o consumidor não está mais ligado só em preços. Um bom atendimento também conquista”.

Por isso, uma das alternativas foi investir num mix de produtos e serviços para facilitar a vida das pessoas. De acordo com Leandro, muita gente prefere fazer muita coisa nos postos por causa da maior segurança e estacionamento mais fácil.

O empresário, que é proprietário do Auto Posto Santa Luzia, conta que no local já é possível até almoçar na loja de conveniência. O motorista também encontra cinco caixas eletrônicos, ou seja, pode escolher o banco de sua preferência para fazer sua transação bancária enquanto abastece. No fim de tarde, aqueles que estiverem acompanhados de um motorista que não bebe ainda podem fazer um happy hour numa Choperia Brahma, instalada no posto. Para ele, há uma mudança na concepção destes estabelecimentos.

No Posto Farol, o cliente encontra lavajato, loja de som, borracharia e até uma loja de colchões. Também foi criado um espaço confortável para o motorista esperar enquanto troca o óleo do carro. Em breve, segundo o gerente Jean Kleber Pereira, o posto também construirá um espaço inovador para happy hour e oferecerá um cartão exclusivo para o cliente ter descontos em todos as lojas instaladas no local. “Hoje, é preciso oferecer mais para atrair mais clientes e vender mais”, afirma Jean Kleber.

Franquias de olho neste nicho

Os postos de combustíveis abrigam cada vez mais unidades de redes de franquias. Uma das mais tradicionais nestes espaços é a Subway, que tem lojas em 18 postos de Goiânia, uma em um posto de Aparecida, outra em Senador Canedo e outra num posto na cidade de lnhumas. O gerente de desenvolvimento da rede em Goiás, Ricardo Rosas, explica que elas são as chamadas lojas não-tradicionais.

Ele ja ouviu de vários donos de postos que as vendas de combustíveis cresceram depois que o estabelecimento passou a ter uma loja da rede. "Nosso público geralmente é mais qualificado, composto por famílias que vêm fazer um lanche e aproveitam para encher o tanque, ganhando tempo", destaca Ricardo. Eu quanto isso, as lojas de conveniência costumam atrair mais jovens que consomem bebidas alcoólicas e enchem os postos de carros, muitas vezes com som alto.

MOVIMENTO

As redes também são beneficiadas pelo incremento do movimento e pela maior segurança nos postos. Até correspondentes bancários da Caixa começam a se instalar em postos. Para o sócio-proprierário da Art Imóveis, Erick Barreto de Carvalho, que está instalada no Posto Xodó, do Setor Pedro Ludovico, a movimentação do posto aumentou a segurança e a divulgação de seu estabelecimento. Além disso, o cliente tem estacionamento fácil. Tenho mais visibilidade e segurança, o que toma o custo-benefício do aluguel vantajoso", argumenta.

A rede de lavanderias Laundromat lançou ano passado a franquia modular, uma estrutura feita em um contêiner, com recursos hidráulicos e elétricos, preparada para ser instalada em locais de grande circulação, como postos de gasolina. Nos postos de estrada, a lavanderia é muito usada por caminhoneiros ou viajantes, que encontram nesses locais um lugar para abastecer, se alimentar e lavar roupa.

Nicolas Lopez Lanhozo, diretor comercial da Laundromat, informa que a rede está em postos do Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia, mas também em expansão em todo o Brasil. "Goiânia é uma das cidades onde almejamos estar com esse formato de negócio por acreditar no potencial econômico da região". 

Pontos e brindes para os clientes

Redes de postos também investem em programas de fidelidade, nos quais o cliente acumula pontos e ganha descontos e brindes de produtos e serviços. A Ipiranga, por exemplo, tem o programa Kilômetros de Vantagem. O gerente do Auto Posto T-4, Edson José Fernandes Teixeira, explica que os pontos acumulados pelos clientes a cada abastecimento podem ser trocados por descontos na compra de combustível, pontos Múltiplos para aquisição de passagens aéreas, descontos em lojas e outros estabelecimentos.

Para atrair e fidelizar seus clientes, o Auto Posto T-4 também oferece uma promoção própria: quem abastece, ganha R$ 5 de desconto na lavagem de pintura do carro. Edson garante que a promoção ajuda a elevar as vendas de combustíveis.

Os clientes do programa da bandeira Ipiranga também podem trocar pontos por cupons para concorrer a 300 smartphones.

O Posto Opção também lançou uma promoção própria: cada litro de etanol ou gasolina abastecidos equivale a um ponto. O cliente acumula pontos que podem ser trocados por brindes, como churrasqueiras, ferro elétrico, relógios, ventiladores, sanduicheira, faqueiro, entre outros. Cada mil pontos dão direito a R$ 50 em combustível.

O gerente do posto, Luiz Omar Oliveira, informa que o cliente que abastece 35 litros, tem direito a uma ducha simples no carro por mais R$ 5. O cliente que participa do programa ainda ganha R$ 0,05 de desconto a cada litro abastecido. "As promoções ajudam a fidelizar o cliente. Alguns acumulam muitos pontos", destaca.

* Jornal O Popular/GO




Compartilhar