Sulpetro - Home

Notícias

Sulpetro adere ao projeto que amplia acesso gratuito à internet
07-12-2015

No dia 4 de dezembro, o Sulpetro firmou parceria ao projeto Porto Alegre Livre, que tem o objetivo de ampliar o acesso gratuito à internet na cidade. O termo de apoio institucional foi assinado pelo secretário municipal de Direitos Humanos, Luciano Marcantônio, e pelo presidente da Sulpetro, Adão Oliveira. O ato realizado na sede da Companhia de Processamento de Dados do Município de Porto Alegre (Procempa) foi acompanhado pelo presidente da empresa, Mario Teza, o diretor administrativo, Marco Antônio Seadi, e o chefe de gabinete, José Antônio Dias Tavares.  
 
Para espalhar wi-fi grátis pela cidade, a prefeitura está estimulando a participação de estabelecimentos privados, como lojas, bares e restaurantes. “Aqueles que se tornarem parceiros terão a marca da sua empresa divulgada no site do projeto e sua localização indicada no mapa virtual da cidade, como um ponto de wi-fi grátis Porto Alegre Livre”, destacou Teza.  
 
Ao assinar do documento, Oliveira afirmou que parceria é relevante por permitir que as revendas de combustíveis da Capital ofereçam mais uma forma de serviços aos consumidores. “O Sulpetro se engaja em firmar parcerias que beneficiem seus associados e a comunidade. Com esta, os postos que aderirem também serão beneficiados com mais um atrativo para seus clientes", afimou o presidente da Sulpetro.  
 
Conforme dados da Sulpetro, Porto Alegre conta atualmente com 290 postos de combustíveis. 
 
Como funciona o Porto Alegre Livre – As empresas interessadas em compartilhar o sinal wi-fi devem realizar o cadastro no site www.portoalegrelivre.com.br. Em seguida, os dados da empresa passarão por uma avaliação e a marca da empresa será divulgada no site do projeto como um apoiador da ideia. O estabelecimento será marcado no mapa da cidade com um ponto wi-fi grátis Porto Alegre Livre. Além disso, o usuário conseguirá visualizar, em seu dispositivo móvel, a rede com o nome de seu estabelecimento. 
 
Entidades parceiras – Além da Sulpetro, já assinaram o termo de apoio institucional ao projeto o Sindicato dos Lojistas do Comércio de Porto Alegre (Sindilojas); a Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação - Regional RS (Assespro-RS); a Associação das Empresas de Transporte de Passageiros de Porto Alegre (ATP); a Associação Sul-Riograndense de Apoio ao Desenvolvimento de Software (Softsul); o Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Porto Alegre e Região (Sindha); a Associação Software Livre (ASL) e o Sindicato das Empresas de Informática do Rio Grande do Sul (Serprogs). 
 
A iniciativa conta ainda com o apoio da Secretaria Estadual da Justiça e dos Direitos Humanos, da Unesco Mercosul, do Comitê Gestor da Internet no Brasil, do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR, da Associação Software Livre e da Softsul.



Compartilhar